Alaska Airlines compra Virgin America; veja os detalhes

|

O Alaska Air Group, dono da aérea Alaska Airlines, fechou acordo com a Virgin America para adquirir a companhia por US$ 2,6 bilhões, em valor de mercado. Considerando as dívidas da empresa comprada, o valor total sobre para US$ 4 bilhões, segundo a Alaska.

Divulgação/Virgin America
A Virgin America passará a fazer parte do Alaska Air Group

“Juntas, as companhias vão continuar a entregar para os consumidores o que eles esperam: tarifas baixas, confiabilidade e um grande serviço ao passageiro”, disse o CEO do Alaska Air Group, Brad Tilden.

Com a aquisição, as companhias low cost pretendem se tornar a maior referência em viagens na Costa Oeste norte-americana. Juntas, Alaska e Virgin possuem 280 aeronaves, com idade média de 8,5 anos.

TRANSIÇÃO
A Alaska, que recentemente inaugurou nova logomarca em seus aviões, afirma não ter pressa em fundir as operações e mudar o que a Virgin vem fazendo. “Enquanto não temos um único certificado para operação, continuaremos com nossa nova marca e trabalhando próximos à Virgin, para aprender mais sobre a marca e o serviço de bordo premiados da companhia”, observou a empresa. A ideia é que as duas marcas continuem existindo, e atingindo públicos complementares.

Divulgação/Alaska Airlines
Aeronave da Alaska Airlines com a nova identidade visual da companhia

Até a conclusão do negócio, que passará por aprovação de acionistas e entidades regulatórias, os programas de fidelidade das companhias permanecerão separados. Depois, os usuários do Virgin America Elevate serão incorporados ao programa Alaska Airlines Mileage Plan.

A organização centralizada das duas aéreas terá base em Seattle, sob a liderança de Brad Tilden. Até o negócio estar 100% concluído, ele e o CEO da Virgin America, David Cush, liderarão um time de transição.


*Fonte: Travel Weekly

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA