AEROPORTOS

Tap tem lucro histórico: 7 milhões de euros

|

A Tap fechou o ano de 2006 com um resultado operacional positivo de 30,3 milhões de euros, 39,8 milhões de euros melhor que os 9,5 milhões de euros negativos de 2005. O lucro líquido foi 7,311 milhões de euros, o que deixou em evidência a recuperação de 17,6 milhões de euros - comparados com os 10,3 milhões de euros de prejuízos apurados em 2005.

Para a empresa, o resultado se deve ao aumento global da atividade e a melhoria da eficiência. Pelas contas consolidadas hoje, apresentadas em Lisboa, a empresa obteve em 2006 alguns dos melhores desempenhos de sua história - com os proveitos operacionais atingindo cerca de 1,654 bilhão de euros, o que representa um crescimento de 21,7% em relação aos 1,359 bilhão de euros apurados no ano anterior.

No ano passado, a empresa gastou cerca de 373 milhões de euros só com combustíveis, 87 milhões de euros a mais que os 286 milhões de euros em 2005. Em 2006, 6.890.562 de passageiros viajaram a bordo dos aviões da Tap, 8% a mais que os registrados em 2005, o que elevou a taxa de ocupação dos vôos de 72,4% para 72,8%.

Quanto ao volume de operações (passageiro x quilômetro oferecido), houve um crescimento de 14,9%, enquanto na procura (passageiro quilômetro utilizado), a variação positiva foi de 15,7%, confirmando que o aumento da procura foi superior ao da oferta.
As vendas de passagens no Brasil representaram no ano passado 14,6% do volume total da companhia, comparando com os 10,3% em 2005 - o que significa que 64% das receitas da Tap são obtidas fora de Portugal (60% em 2005).
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA