Varig voará para Paris, Londres, Nova York e muito mais

|

A Gol, em seu comunicado oficial de compra da Nova Varig, diz que se manterá como "empresa líder no segmento de baixo custo e baixas tarifas". Hoje ela opera com 67 Boeing.

Já a Varig, segundo os planos da Gol, "terá uma oferta de serviços diferenciados, com vôos diretos entre os principais centros econômicos nacionais e uma relevante malha internacional (mais de dez destinos internacionais: na Europa, Frankfurt, Londres, Madri, Milão e Paris; na América do Norte, Miami, Nova York e Cidade do México; e na América do Sul, Buenos Aires, Santiago, Bogotá e Caracas). O programa Smiles será mantido. Uma inovação importante será o fim da primeira classe nos vôos internacionais, que terão serviços de classe econômica e executiva".

“O mundo mudou e o conceito de luxo excessivo está superado, as pessoas em sua maioria querem conforto e praticidade”, diz Constantino Jr, presidente da Gol. A Varig opera atualmente 17 aeronaves e este número será aumentado para 34 Boeing, com uma frota homogênea de 20 aeronaves 737 e 14 aviões 767, dentro de um cronograma a ser definido brevemente.

"Com a operação, a Gol mais uma vez alinha-se à liderança do mercado global de empresas de baixo custo e baixa tarifa. Empresas como Ryanair (Irlanda), Virgin Blue (Austrália) e Air Asia (Malásia) estão estruturando companhias voltadas ao mercado de longo curso ou adquirindo empresas já estabelecidas nesse mercado", continua a empresa no comunicado.



 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA