AEROPORTOS

Tam aguarda resolução da Anac sobre contingenciamento

Em relação ao plano de contingenciamento exigido pelo governo, dentro das medidas anunciadas pelo presidente Lula na última sexta-feira, o vice-presidente de Finanças da Tam, Líbano Barroso, disse não ter detalhes, em teleconferência com analistas e investidores, realizada hoje. “Não sabemos nada mais que a resolução do Conac, que determina à Anac a regulamentação da medida”, disse.

Em seu pronunciamento, o presidente Lula anunciou a decisão do Conac pelo programa de contingenciamento das companhias aéreas, que exigiria tripulações e aeronaves de reserva das empresas aéreas. Na teleconferência, Barroso destacou que a ponte aérea Rio-São Paulo representa cerca de 10% da receita da companhia e que os vôos com entre uma hora e meia e duas horas de duração, a partir de São Paulo, respondem por até 35% da receita, incluída a ponte aérea.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA