BRA entra com pedido de recuperação judicial

|

A BRA, que parou de voar há três semanas e com uma dívida estimada de US$ 100 milhões, entrou ontem com pedido de recuperação judicial na 1ª Vara de Falência e Recuperação de Empresas do Tribunal de Justiça de São Paulo. Com isso, a empresa fica protegida de pedidos de falência de credores e tenta atrair investidores.

A BRA é a terceira empresa de aviação a se beneficiar da nova Lei de Recuperação Judicial. A companhia aérea contratou o escritório Felsberg e Associados, especializado em recuperação judicial para cuidar do caso.

Se o pedido de recuperação judicial for aceito pela justiça a BRA terá 60 dias para apresentar um plano.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA