Neeleman deixa Jet Blue e se dedica 100% à Azul

|

Hoje, durante coletiva da nova companhia aérea brasileira, a Azul, David Neeleman, fundador da Jet Blue e também da Azul, afirmou que não faz mais parte do conselho da Jet Blue, onde ocupava a presidência do quadro de diretores. Segundo comunicado da Jet Blue, a decisão de Neeleman está diretamente ligada à criação da nova empresa brasileira. “Neeleman vai dedicar sua atenção 100% ao Brasil”, diz o comunicado.

Já como reflexo desta dedicação, Neeleman apresentou hoje os planos da companhia. “Todos os esforços estão sendo feitos para começarmos a voar em janeiro”, afirmou. O empresário apontou ainda que apesar das rotas não estarem definidas, há 25 cidades brasileiras que estão no alvo da companhia. “São cidades que não possuem ligações diretas de vôos, queremos atender o público que reside fora do eixo Rio-São Paulo-Brasília”, explicou.

Foram apontadas ainda as regras tarifárias. O vice-presidente da empresa, Gianfranco Beting, afirmou que guerra tarifária “suicida” não está dentro dos planos da empresa. “Sabemos que se colocarmos a tarifa a um centavo, as outras companhias baixarão suas tarifas a um centavo. Não vamos atuar assim. O objetivo é ter uma banda tarifária larga, que começa a partir da menor tarifa disponível no mercado”, detalhou. Beting explicou ainda como será o serviço de bordo da companhia. “Além de telas individuais, as comissárias não terão carrinhos. Serão passadas cestas de snacks doces e salgados. O passageiro poderá escolher o que quiser e o quanto quiser. Após este serviço, a cesta fica disponível durante todo o vôo para quem quiser repetir”, explicou o vice-presidente.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA