AEROPORTOS

Tam negocia code-share com South African Airways

|

Netto Moreira
Cynthia Joy, Daniel Shurz, Paulo Castello Branco e Marcelo Varella, diretor de Alianças da Tam
A Tam oficializou hoje a negociação de um code-share com a Air Canada, que deve entrar em vigor até o fim do ano. O vice-presidente de Planejamento e Alianças, Paulo Castello Branco, também confirmou a negociação avançada com a South African Airways (SAA). Para os dois destinos, Canadá e África do Sul, a Tam não tem intenção de voar com equipamento próprio, ao menos a curto prazo.

O VP da Tam também disse que há negociações com a Star Alliance e que esses acordos com as empresas da aliança (a Tam já tem com a United, Lufthansa e Tap) fazem parte do pré-processo de ingressar na Star. Além do code-share, o acordo abrangerá a integração dos programas de milhagem das duas empresas

A assinatura do memorando de intenções com a Air Canada ocorreu em São Paulo, com a presença do vice-presidente de Networking Planning da empresa canadense, Daniel Shurz, e da diretora de Alianças, Cynthia Joy. Castello Branco acredita que com o acordo entre a Tam e a Air Canada, o fluxo de brasileiros para o Canadá, hoje em 73 mil ao ano, cresça em 20 mil passageiros.

Segundo Shurz, o Brasil é o principal mercado para a Air Canada na América do Sul. Mais que isso, porém, ele diz que como ponto de venda o Brasil responde por 60% da rota, o que não ocorre em outros mercados, onde há mais venda no Canadá. Isso significa também que mais brasileiros vão ao Canadá que canadenses vêm ao Brasil.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA