AEROPORTOS

Credores aprovam plano para volta da BRA

|

Netto Moreira
Walter Folegatti tenta reerguer a BRA
Em assembléia realizada em São Paulo na última sexta-feira, 29, os credores da BRA aprovaram o plano de recuperação judicial da empresa, que prevê a volta de operações da companhia e de sua rede de hotéis. A BRA voltaria a operar como charteira, seguindo seu plano original, antes de entrar nos vôos regulares, o que acabou levando à suspensão das operações em novembro passado. Walter Folegatti é o único dos fundadores da companhia a continuar no comando, tendo comprado a parte do irmão Humberto.

Segundo o plano de recuperação, Folegatti terá de injetar R$ 6 milhões na companhia, conseguir aprovação na Anac e começar a operar até 60 dias depois de receber a autorização do governo. A BRA charteira começaria a voar com três Boeing 737. O estudo do plano de recuperação acredita que haja espaço para esse tipo de operação, pois há falta de aeronaves no mercado e baixa competição no segmento no Brasil.

O Plano de Recuperação foi aprovado por aproximadamente (i) 70,44% dos credores da Classe III presentes por valor de crédito; e (ii) 66,66% por cabeça na mesma Classe III.

Leia Ata da Assembléia que aprovou a volta da BRA.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA