Lucro operacional da Gol no fim de 2009 sobe 121%

|

A Gol acaba de divulgar os resultados financeiros relativos ao quarto trimestre do ano passado. No período, a empresa registrou lucro líquido de R$ 397,8 milhões, com margem líquida de 24,6%, em comparação ao prejuízo líquido de R$ 541,6 milhões no mesmo período de 2008 e ao lucro líquido de R$ 77,9 milhões apurado no terceiro trimestre de 2009.

“Os resultados foram positivamente impactados pelo aumento da demanda interna e externa, além das vantagens competitivas da Gol, que tem a maior frequência entre os aeroportos domésticos, liderança em custos, pontualidade, regularidade, segurança, além de foco no cliente”, afirmou o presidente da companhia, Constantino de Oliveira Junior.

OPERACIONAL
O resultado operacional da empresa foi positivo pelo sexto trimestre consecutivo, atingindo R$ 119,2 milhões, com margem operacional de 7,4% ― desempenho 121,2% acima dos R$ 53,9 milhões registrados no quarto trimestre de 2008 e 20,3% superior aos R$ 99,1 milhões no terceiro trimestre de 2009 (margens de 3,5% e 6,6%, respectivamente). Já a receita líquida ficou em R$ 1,61 milhões, aumento de 4,5% em comparação a R$ 1,55 milhões no quarto trimestre de 2009 e de 8,1% em relação à receita de R$ 1,50 milhões no terceiro trimestre do ano passado.

OCUPAÇÃO MÉDIA
A taxa de ocupação média no trimestre atingiu os 74,2%, representando 13,1 pontos percentuais acima dos 61,1% divulgados no quatro trimestre de 2008 e 6,6 pontos percentuais sobre os 67,6% no terceiro trimestre 2009. Os yields, por sua vez, apresentaram crescimento gradual no último trimestre de 2009, atingindo 18,1 centavos de real.

CUSTOS E DESPESAS
Por outro lado, os custos e despesas operacionais totalizaram R$ 1,50 milhões no quarto trimestre, aumento de 0,2% em relação ao quarto trimestre de 2008, em razão de despesas e provisões não-recorrentes no total de, aproximadamente, R$ 73 milhões.

DISPONIBILIDADES
As disponibilidades encerraram o quarto trimestre de 2009 em R$ 1,40 milhões, aumento de 143,7% em comparação com o final de 2008 e de 117,5% sobre o terceiro trimestre de 2009. Dessa forma, passaram a representar 23,9% da receita líquida de 2009.

RECEITAS AUXILIARES
Em relação às receitas auxiliares, que correspondem ao transporte de cargas, taxas de excesso de bagagens, remarcação de voos, parte das receitas relacionadas ao Smiles, entre outras, a Gol registrou crescimento de 96,3% sobre o quarto trimestre de 2008. Destaca-se a performance da Gollog, unidade de negócios de cargas da companhia, que foi beneficiada pela retomada da economia brasileira.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA