Colômbia: Tam aguarda OK da Anac para voos diários

|

PANROTAS / Emerson Souza
O vice-presidente comercial e de Planejamento da Tam, Paulo Castello Branco: "load e yeld em crescimento".
O vice-presidente comercial e de Planejamento da Tam, Paulo Castello Branco: "load e yeld em crescimento".
Não é só o Rio de Janeiro que emplacará mais rotas internacionais da Tam no segundo semestre. A companhia aérea aguarda a aprovação da Anac para apresentar seu próximo destino internacional, a Colômbia. O vice-presidente comercial e de Planejamento da Tam, Paulo Castello Branco, disse agora em entrevista ao PANROTAS sobre o voo diário que a companhia deseja operar entre São Paulo e Bogotá até o final deste ano. “Acreditamos que após a aprovação da Anac, em cinco meses possamos iniciar as operações para a Colômbia”, disse, lembrando que o tempo é necessário para a instalação da base da empresa no país sul-americano.

“Com a Colômbia, teríamos operações em todos os mercados da América do Sul mais importantes”, completou, adiantando que o equipamento utilizado nos voos – diários, segundo a solicitação da Tam – é o Airbus 320, com duas classes. Hoje à noite, o vice-presidente da Tam embarca para a Europa, com destino a Toulosse, onde negociará a aquisição de mais um Airbus 330. Castello Branco comentou os resultados obtidos pela empresa no mês passado, quando a Tam alcançou 77,8% de ocupação nas linhas internacionais. “Os bons resultados aparecem em todas as operações internacionais, com destaque para os voos para os Estados Unidos e a retomada forte do mercado corporativo”, disse.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA