Aviação demandará um milhão de pilotos e técnicos

|

Mais de um milhão de pilotos e técnicos é a demanda prevista pela Boeing para a aviação comercial, em todo o planeta, nas próximas duas décadas, considerando o volume de aeronaves encomendadas junto à fabricante norte-americana. Ontem, a Boeing apresentou o estudo 2013 Pilot and Technician Outlook, em Miami. Segundo o estudo, em 2032 serão necessários mais 498 mil pilotos na aviação comercial e outros 556 mil técnicos em manutenção para companhias aéreas.

“A demanda emergencial por mão de obra competente é uma característica global e muito concreta”, disse a vice-presidente da Boeing Flight Services, Sherry Carbary. “A chave para preencher essa lacuna é enfatizar nosso treinamento nas mais modernas tecnologias para atrair e reter jovens interessados em carreiras na aviação.” Regionalmente, a demanda por pilotos e técnicos aparece assim dividida:

América Latina – 48,6 mil pilotos e 47,6 mil técnicos

América do Norte – 85,7 mil pilotos e 97,9 mil técnicos

Europa – 99,7 mil pilotos e 108,2 mil técnicos

Ásia e Pacífico – 192,3 mil pilotos e 215,3 mil técnicos

Oriente Médio – 40 mil pilotos e 53,1 mil técnicos

África – 16,5 mil pilotos e 15,9 mil técnicos.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA