EMPRESAS

Nova aérea de Neeleman tem região Norte do Brasil na mira

Divulgação
A aérea operará com uma frota de A220-300
A aérea operará com uma frota de A220-300
O fundador da Jetblue e da Azul, David Neeleman, se diz pronto para os concorrentes de sua nova companhia aérea norte-americana, que começará a voar em 2021.

"Só vou fazer coisas que eles não podem fazer", afirma Neeleman, acrescentando que a Azul irá alimentar o tráfego da nova aérea, chamada inicialmente de Moxy.

"Há algumas coisas que os concorrentes não podem fazer estruturalmente. Como sou dono da Azul, ela pode me dar suporte no Brasil, fazendo o que nunca fará para mais ninguém, porque eu controlo a empresa”, destaca Neeleman.

Ele também afirma que a nova companhia voará centenas de rotas, sendo a maior parte delas sem concorrência. "Eu duvido que tenhamos uma única rota que tenha qualquer competição", salienta.

A nova aérea voará dos Estados Unidos para a Europa e a América do Sul, evitando os hubs dos concorrentes. Entre as rotas previstas, o executivo destaca um voo da Flórida para cidades do norte do Brasil, por exemplo. Neeleman também mencionou que a companhia poderá voar para destinos nos EUA como Scranton, na Pensilvânia.

Os A220-300 que a companhia aérea utilizará têm a capacidade de decolar de pistas curtas e podem voar por 11 horas. A Jetblue fez um pedido de 60 dessas aeronaves, que devem chegar em 2020, com previsão de encomenda de mais 60 para 2025.


*Fonte: Skift

conteúdo original: https://bit.ly/2Jhrs8R
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA