Aeroportos - Delta recusa acordo com Qatar, mesmo com céus abertos - Notícia - Turismo
Home

www.panrotas.com.br

Delta recusa acordo com Qatar, mesmo com céus abertos

- Aeroportos
Victor Fernandes Victor Fernandes
Reprodução/ Pinterest
American, Delta e United Airlines foram as aéreas que acusaram os governos do Oriente Médio por subsídios injustos
American, Delta e United Airlines foram as aéreas que acusaram os governos do Oriente Médio por subsídios injustos
"Não temos planos", afirmou o CEO da Delta, Ed Bastian, sobre a possibilidade de uma relação comercial com a Qatar Airways. Bastian revelou a falta de interesse em uma parceria durante entrevista à Flight Global, mesmo após um acordo de céus abertos, abordando as alegações de que os governos do Oriente Médio gastaram bilhões em "subsídios injustos" para Qatar, Emirates e Etihad.

O acordo anunciado essa semana pelo secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, inclui a divulgação financeira e os requisitos contábeis por parte da Qatar, assim como um compromisso da aérea em não adicionar voos para os EUA de países que não sejam o Catar. "O resultado alcançado assegurará condições equitativas no mercado global da aviação", afirmou Tillerson no diálogo entre os governos dos EUA e Catar em Washington DC.

A Delta, a American Airlines e a United reivindicam desde o início de 2015 que a Qatar, a Emirates e a Etihad receberam mais de US$ 42 bilhões em subsídios estatais. Esses fundos teriam permitido que as transportadoras do Golfo praticassem tarifas abaixo do comum, causando prejuízo à aviação norte-americana. As três árabes negaram as alegações.

No entanto, nem toda companhia dos EUA apoia os pedidos feitos pela American, Delta e United. A Jetblue Airways, que possui acordos de codeshare com as três aéreas do Golfo, tem sido um oponente às três empresas norte-americanas, avaliando a medida como uma ameaça para o acordo de céus abertos.

*Fonte: Flight Global

conteúdo original: http://bit.ly/2nuDeSR
Este empresa apoia o Fórum PANROTAS 2018
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA
CLIQUE E VOTE
© PANROTAS