AEROPORTOS

JetSmart reforça novas rotas no Brasil durante 47ª Abav Expo


Filip Calixto
Víctor Mejía (JetSmart) e João Pita (GRU Airport)
Víctor Mejía (JetSmart) e João Pita (GRU Airport)
Participando pela primeira vez da Abav Expo, a autodenominada "ultra low cost" chilena JetSmart apresenta suas primeiras rotas no Brasil: Salvador, São Paulo e Foz do Iguaçu (PR). A companhia iniciou as vendas das novas operações nesta semana, com preços a partir de R$ 269 por trecho para a cidade paranaense e R$ 299 para as capitais paulista e baiana. Durante a feira, estão sendo oferecidos descontos entre 5% e 50%.

Na capital paulista, as operações terão início em 20 de março de 2020, com dois voos semanais no Aeroporto Internacional de São Paulo (GRU). Com o intuito de atuar cada vez mais em conjunto com companhias aéreas, a concessionária está adquirindo novos equipamentos para o despache automatizado de bagagens. "Todas as empresas que operam na região têm o seu espaço no aeroporto de Guarulhos. Nosso objetivo é que ele seja cada vez mais eficiente para a operação", ressalta o gerente de Negócios Aéreos da GRU Airport, João Pita.

O propósito da "ultra low cost" é oferecer tarifas muito reduzidas, permitindo que o cliente pague apenas pelo que necessita. De acordo o COO da JetSmart, Víctor Mejía, aproximadamente 25% dos passageiros da companhia nunca viajaram de avião anteriormente. "Essa flexibilização permite uma maior diversidade de clientes a bordo e viabiliza o crescimento do número de passageiros que viajam pela primeira vez".

Atualmente, a companhia opera 62 rotas e registra um crescimento de 55% com a chegada de seis aeronaves Airbus 320neo. Entre os planos de expansão para os próximos cinco anos estão o início das operações entre Argentina e Brasil e a chegada de 104 aviões de cinco novos modelos. "A ideia é sempre estar olhando para novas oportunidades no Brasil e continuar a expansão na América do Sul", afirma o diretor de Vendas da JetSmart, Pedro Asenjo.

Veja todas as notícias da Abav Expo 2019 neste link.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA