Família Akagawa sai da Tunibra e repassa empresa a colaboradores

|

Emerson Souza
Comemoração dos 70 anos da Tunibra, no ano passado: Ricard, Henrique, Angela e Felipe Akagawa
Comemoração dos 70 anos da Tunibra, no ano passado: Ricard, Henrique, Angela e Felipe Akagawa

Frustração. Esse foi o sentimento que levou Ricard Akagawa decidir sair do Turismo depois de décadas à frente da Tunibra, uma das agências de viagens mais antigas do País, com 71 anos de atividades. As viagens foram paralisadas e ele, que tem outros negócios, com paixão pelo segmento de investimentos em obras de arte, decidiu focar nesses outros setores.

No começo da pandemia a Tunibra, especializada em viagens e eventos corporativos e no nicho étnico para o Japão, demitiu alguns colaboradores. Como o movimento não voltou, Ricard Akagawa teve a ideia de doar a companhia para seus diretores.

“Meu funcionário mais novo tem 15 anos, o mais antigo 40. Eles vão ficar com a carteira e abrirão uma nova Tunibra, pois eu tenho que finalizar os trâmites da Tunibra Travel e isso leva tempo”, explicou Akagawa ao Portal PANROTAS. "Não estou quebrando e sim repassando o negócio, por isso vou finalizar os processos da Tunibra Travel pessoalmente, sem deixar qualquer dívida, e os funcionários continuam como Tunibra Company." Os filhos, Felipe e Henrique, também saem da Tunibra, se juntando aos negócios do pai no mercado de artes e de investimentos imobiliários, respectivamente.

Na Tunibra Company (viagens corporativas, documentação, lazer, MICE, eventos e receptivo), ficarão Sandro Jodai, Eduardo Kagohara, Edu Tsutsumi, Talita Barreto e equipe. E na Tunibra Documentação (serviços de documentação para estrangeiros), Akira Komiya e equipe.

Jhonatan Soares
Felipe, Ricard e Henrique Akagawa
Felipe, Ricard e Henrique Akagawa
Em carta ao mercado, Ricard Akagawa explicou a decisão e como vai ser a transição:

Tunibra: um novo caminho

Este foi um ano cheio convites para que pudéssemos enxergar o mundo – e as novas oportunidades – sob uma nova ótica. Não foi diferente com a Tunibra.

Nos últimos 70 anos, mantivemos o orgulho em vestir a camisa dos nossos clientes e fortalecer a nossa equipe, sempre com transparência, integridade e comprometimento. Parceiros e funcionários nos ajudaram a construir uma empresa sólida e eficiente ao longo de décadas.

Temos imenso orgulho da nossa história. Que, agora, vai virar a página.

Passamos pela pandemia reestruturando o time, o formato de atendimento, ajustando nossos serviços e descobrindo novas possibilidades para atender aos nossos clientes. E decidimos que chegou a hora da Tunibra Travel escrever um novo capítulo da sua história.

A família Akagawa, que fundou, presidiu e manteve a organização ao longo de todos estes anos, sairá de cena, optando por outros rumos.

Por outro lado, em nome da confiança que mantém em seus colaboradores e no seu potencial, os Akagawa vão endossar a continuidade da prestação de serviços por parte destes funcionários, que a partir de agora seguem de forma independente atendendo à cartela de clientes da Tunibra Travel.

Todo final de ciclo é uma oportunidade de recomeço. Todo final de ciclo é, também, um momento de reflexão e agradecimento.
Ao nosso corpo de funcionários, nosso desejo de que levem em frente o atendimento impecável a esta carteira de clientes, e que obtenham o mesmo êxito que vivenciamos até o dia de hoje.

A todos os nossos clientes, amigos, fornecedores e parceiros, o nosso respeito e reconhecimento. Vocês são parte da história que construímos juntos.

Neste novo capítulo, gostaríamos de indicar os serviços dos nossos colaboradores, que seguem agora de forma independente:
- Tunibra Company (viagens corporativas, documentação, lazer, MICE, eventos e receptivo), com Sandro Jodai, Eduardo Kagohara, Edu Tsutsumi, Talita Barreto e equipe.
- Tunibra Documentação (serviços de documentação para estrangeiros), com Akira Komiya e equipe.
Os números de telefone e os endereços de e-mail permanecem inalterados, para sua maior comodidade.

Seguiremos unidos pelo sentimento. Nos vemos pelos novos caminhos!

Com gratidão,
Ricard Akagawa



 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA