Transeuropa reforça compromisso e estrutura para agente de viagens

|

A operadora Transeuropa, ao longo destes 58 anos no mercado, atendeu os passageiros diretos, e este era o perfil da empresa que acabou se consolidando. Segundo Paulo Max, um de seus diretores, o mercado de agentes de viagens sempre esteve presente, mas de forma tímida e orgânica. Não havia um esforço e estrutura dedicados da empresa para esses profissionais.

Nos últimos três anos, a Transeuropa percebeu um crescente número de agências de viagens buscando os seus produtos, por solicitação do próprio passageiro. “Em 2019 muitas agências no mercado solicitaram os nossos programas”, conta Max.

“Quando percebemos que 2020 seria um ano perdido para o Turismo, resolvemos fazer as mudanças que estavam planejadas nas nossas estratégias e não havia momento mais oportuno para implementar nossas estratégias e trabalhar na nossa expansão”, explica ele.

A operadora então manteve a equipe e investiu em treinamentos, novas configurações internas e na entrada de executivos com experiência. Tudo para aumentar a estrutura de atendimento para essas agências.

“Sempre tivemos muita consciência e equilíbrio na administração da empresa visando a um crescimento organizado, prudente, sólido e focado. Também tivemos o cuidado de rever nossos fornecedores para que pudéssemos oferecer ao mercado a certeza de produtos de alta qualidade, garantindo aos agentes de viagens uma experiência surpreendente. Nossa responsabilidade é ainda maior diante da situação atual”, continua o diretor da Transeuropa.

Para ele, a vacina já sinaliza o final de um ciclo tão duro para o Turismo, durante o qual tivemos esse insight de reforçar e transformar a empresa. “A Era Digital se antecipou em quase uma década e hoje a Transeuropa está preparada para este momento. Nossa empresa é familiar, nosso negócio sempre foi e será Turismo e já estamos na terceira geração. Nossa visão de mercado é enriquecido por este mix de percepções e experiência que buscam as estratégias eficientes para a empresa.”

“Agradecemos aos agentes de viagens pelo reconhecimento do nosso trabalho e motivados por este reconhecimento iremos retribuir de uma maneira surpreendente. Aguardem”, finaliza Paulo Max.

PORTAL PANROTAS – Como a Transeuropa encarou o ano de 2020 e seus desafios?
PAULO MAX – Sempre nos mantivemos positivos, mesmo nos piores momentos da pandemia. Nos sentimos seguros e firmes pela união de nossa equipe, pela confiança de nossa gestão financeira e pela qualidade dos nossos produtos e rede de parceiros pelo mundo.

PP – Como administraram os piores meses da crise?
MAX – Continuamos firmes e fortes, mergulhados literalmente na expansão de nossa empresa, que já estava planejada para acontecer e aguardava um momento mais tranquilo para ser implementado. Claro que tomamos todos os cuidados necessários e nos readaptamos ao momento. Graças a nossa tradição e credibilidade junto ao mercado continuamos vendendo programas ao longo de 2020.

PP
– O que esperar de 2021?
MAX – Esperamos um ano com muitos desafios e uma retomada gradativa, porém positiva. Um plano estratégico eficiente e real “pé no chão” fará deste ano o início de uma nova era para o Turismo e o mundo. Vamos ter que apreender muito ainda e colocar toda a nossa experiência na prática. Temos que ajudar o mercado todo a se reerguer, estamos todos juntos nessa e estamos preparados para ajudar os agentes de viagens a virar este jogo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA