Após greve, Infraero confirma abastecimento normalizado nos aeroportos

|

Wikicommons
Abastecimento de querosene de aviação está estabilizado nos aeroportos da Infraero
Abastecimento de querosene de aviação está estabilizado nos aeroportos da Infraero
A greve geral dos caminhoneiros pelo Brasil durou pouco mais de uma semana e impactou diretamente na aviação comercial.

Onze aeroportos do País tiveram seus estoques de combustível de avião zerados, causando um prejuízo diário de R$ 50 milhões e mais de 270 cancelamentos de voos durante o período, segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). Agora, porém, a situação já está estável.

LEIA TAMBÉM: ABASTECIMENTO ESTÁ NORMALIZADO E FOCO É FISCALIZAÇÃO

Em nota divulgada hoje, a Infraero confirmou que o abastecimento de combustível de aviação nos 54 terminais que coordena está estabilizado pelas fornecedoras. De acordo com a empresa, no entanto, a questão ainda segue sendo monitorada nos terminais.

Nos últimos dias, a Latam Airlines Brasil4 divulgou números do impacto da greve. A aérea cancelou um total de 151 voos domésticos entre 25 e 30 de maio, o que representa um prejuízo de US$ 13 milhões aos cofres da empresa.

Mesmo com a normalização da situação, a Infraero ainda recomenda aos passageiros que procurem as companhias aéreas para confirmar o voo antes de irem ao aeroporto. Ajustes de programação ainda podem ser feitos e alterar horários iniciais.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA