Aeroporto do Recife projeta aumento de 33% nos pousos e decolagens

|


Divulgação
A malha aérea de setembro será composta por 21 destinos nacionais e um internacional
A malha aérea de setembro será composta por 21 destinos nacionais e um internacional
Com dados colhidos pela ANAC e tabulados pelo Setor de Estudos e Pesquisas da Empetur, a previsão para o Aeroporto Internacional do Recife é de 81 pousos e decolagens diários para este mês, valor que representa um aumento de aproximadamente 33% em relação a agosto. O fluxo diário no terminal pernambucano supera outras capitais, como Salvador e Fortaleza. Em uma projeção mensal, espera-se que o aeroporto alcance 2.436 pousos e decolagens ao longo de setembro, 29% a mais que no mês anterior.

A posição da malha aérea em setembro se torna possível pelas 22 ligações realizadas no Aeroporto do Recife, sendo 21 destinos nacionais e um internacional. São eles: Aracaju, Belém, Brasília, Campina Grande, Confins, Fernando de Noronha, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Juazeiro do Norte, Maceió, Natal, Petrolina, Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont), Salvador, São Luís, São Paulo (Congonhas, Guarulhos, Campinas), Teresina e Lisboa, em Portugal.

"Diante das dificuldades impostas pela pandemia da covid-19, o governo de Pernambuco não mediu esforços para fazer um Plano de Convivência seguro para a retomada do Turismo. Esse planejamento nos permite agora realizar esse crescimento gradativo da maneira adequada para o benefício do setor, das pessoas e da consolidação do Estado como um líder na região e uma potência no País", afirma o secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes.

A participação na malha de setembro é composta pelas linhas aéreas Azul, Gol, Latam e TAP.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA