DISTRIBUIÇÃO

Embraer prevê 10 mil novos aviões de até 150 assentos no mundo

Participando da 53ª edição do Paris Air Show International, a Embraer divulgou um estudo prevendo demanda de mais de dez mil aeronaves de até 150 assentos no mundo nos próximos 20 anos. A empresa estima que o crescimento represente investimento de US$ 600 bilhões no setor, com impacto de 55% na demanda de produção.

No panorama montado pela pesquisa, a companhia assegura que a projeção é resultado de uma tendência de crescimento da demanda de tráfego com o número de aeronaves necessárias para atender ao volume.

Divulgação Embraer

A corporação pondera que, embora as perspectivas específicas de cada região variem consideravelmente, a eficiência e a sustentabilidade continuam sendo os principais impulsionadores dessa projeção de mercado. O segmento de até 150 assentos formará uma parte cada vez mais essencial do ecossistema de transporte aéreo global.

Ainda segundo a Embraer, as aeronaves no segmento de até 150 assentos são a melhor ferramenta para combinar a eficiência de custos com rendimentos superiores por assento.

"O segmento de até 150 assentos representa uma alternativa muito adaptável ao crescimento sustentável do setor aéreo, pois pode atender a múltiplas missões, com um risco muito baixo e, agora, seguindo a chegada da família E2, como a plataforma mais eficiente", diz o presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial, John Slattery.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA