Entrega de aviões A320neo é suspensa; entenda o caso

|

Divulgação Airbus
A Airbus mantém suspensas as entregas e os voos-teste de seu modelo Airbus 320neo equipados com os motores Pratt & Whitney PW1100G-JM. A razão para o adiamento é que foram encontrados problemas nas peças fabricadas pela empresa.

A fabricante de aviões notificou as companhias aéreas e empresas de leasing que não há previsão para o reparo dessas avarias nesses componentes.

A Agência Europeia para a Segurança da Aviação (Easa) impôs restrições ao uso de jatos da família A320neo recentemente entregues com motores a partir de um certo número de série.

Segundo a entidade, tal decisão foi motivada em decorrência de uma sequência de paradas em voo ou descolagens rejeitadas que começaram a acontecer há cerca de duas semanas.

Até o momento, o número de motores impactados é 43 instalados em 32 aeronaves, das quais 21 aeronaves possuem um motor com configuração modificada e 11 aeronaves possuem dois motores com essa mesma configuração, afirmou a Pratt & Whitney.

Há também aproximadamente 55 dessas peças entregues à linha de montagem final da Airbus, que aguardam apenas a instalação em aeronaves de seu cliente.

Já a Airbus destaca que existem 113 aeronaves construídas com o PW1100G-JM voando com 18 de seus clientes.


*Fonte: Reuters

conteúdo original: http://reut.rs/2ogizCc
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA