EMPRESAS

Voos transatlânticos sem bagagens viram moda; Delta adere

Divulgação / Delta
Delta,bagagem
Delta,bagagem
A competição entre as low costs e aéreas tradicionais tem se tornado cada vez mais acirrada desde o ano passado, principalmente no quesito rotas transatlânticas.

As companhias de baixo custo, dedicadas a oferecer o mesmo serviço das demais aéreas, mas ao menor preço possível, tem o costume de oferecer em seus voos internacionais a categoria Hand Baggage Only (HBO, ou apenas "bagagens de mão" em português), opção que possibilita a quem não deseja despachar bagagens e ter acesso a um bilhete aéreo mais vantajoso.

De olho nisso, companhias mais tradicionais que tem perdido clientes neste cenário se movem para bater de frente com as low costs: Alitalia, Air France-KLM, Aer Lingus, Tap, Scandinavian e Lufthansa já aderiram às tarifas HBO, time de aéreas que deve ganhar, em dois meses, a Delta Air Lines como reforço de peso neste sentido - a aérea estadunidense opera em joint venture com Air France-KLM e Alitalia, e, com a adesão, está se alinhando ao serviço oferecido por ambas.

A categoria econômica básica da Delta, mais barata e que não inclui bagagens despachadas, estará disponível em uma série de rotas que ligam a Europa aos EUA a partir de 10 de abril.

Caso o cliente deseje despachar bagagens, a melhor opção é pagar um pouco mais pela tarifa econômica; caso opte pela tarifa HBO, o despacho de uma peça sairá ao custo de US$ 60, com a segunda custando US$ 100 adicionais.
Este empresa apoia o Fórum PANROTAS 2018
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA