Latam e Viva Air se animam com alta na aviação colombiana | Empresas | PANROTAS
EMPRESAS

Latam e Viva Air se animam com alta na aviação colombiana

Entre 1997 e 2017, o número de viajantes aéreos na Colômbia subiu de 11 milhões para 36 milhões, posicionando o país como terceiro maior mercado do setor na América Latina. E este crescimento está longe de parar, pelo menos de acordo com previsão da Aerocivil, entidade responsável pela regulação aeroviária nacional, que prevê 100 milhões de passageiros viajando pelos ares colombianos até 2030. As informações são da Centre for Aviation (Capa).

Divulgação
Viva Air Colômbia tem 50 Airbus 320 sob encomenda
Viva Air Colômbia tem 50 Airbus 320 sob encomenda
Essa forte expansão aérea parece ter animado companhias como Latam Airlines e Viva Air, que já fazem planos de investimentos pesados no país para os próximos anos. Segundo informações da Capa, o braço colombiano da Latam espera alcançar até 30% do market share local nos próximos anos. Hoje em dia, a empresa é responsável por 19% das viagens.

“As recentes altas nos preços dos combustíveis no mercado internacional e as desvalorizações de moedas importantes na América Latina fizeram nossas previsões recuarem um pouco, mas continuamos confiantes em relação ao mercado doméstico colombiano para os próximos anos”, declarou o CEO da Latam Airlines Colômbia, Santiago Alvarez.

O executivo ainda citou o investimento da concorrente Viva Air, que acrescentará sete aeronaves à sua frota doméstica nos próximos 12 meses. Atualmente, a companhia aérea é responsável por 12% de participação colombiana e planeja transformar a cidade litorânea de Santa Marta em um novo hub que incluirá até mesmo um voo direto para Miami, nos Estados Unidos.

“Temos 50 Airbus 320 sob encomenda, sendo 35 do modelo Neo, e esperamos ampliar nossas operações para um terceiro país além de Colômbia e Peru nos próximos 12 ou 24 meses. Nos últimos seis anos, o grupo Viva Air adicionou 16 milhões de passageiros ao mercado e esperamos chegar aos 20 milhões até 2018. Para 2022, nossas projeções visam 63 milhões de passageiros”, disse o CEO da Viva Air, Felix Antelo.

Entre janeiro e julho de 2018, Avianca, Latam e Viva Air tiveram taxas de ocupação de 86%, 82% e 76%, respectivamente. A Avianca Colômbia é quem lidera o mercado nacional, com 58% de participação.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA