EMPRESAS

Delta cresce em 2018 com América Latina à frente do Pacífico

A Delta Air Lines divulgou seu balanço financeiro de 2018 e, mesmo com o aumento no preço dos combustíveis, obteve bons resultados em comparação com o ano anterior. Um dos destaques foi a América Latina, que ultrapassou o mercado do Pacífico em receitas durante o quarto trimestre, totalizando US$ 659 milhões e um crescimento de 3,6% no ano a ano.

Divulgação/Delta
Mais de 70% das receitas da Delta são oriundas do mercado doméstico norte-americano
Mais de 70% das receitas da Delta são oriundas do mercado doméstico norte-americano
Dentro dos Princípios Contábeis Geralmente Aceitos (GAAP), o resultado líquido da companhia aérea foi US$ 730 milhões superior do que o obtido em 2017, alcançando US$ 3,935 bilhões ao longo dos últimos 12 meses. Já as receitas operacionais fecharam 2018 com US$ 44,438 bilhões, o que representou um acréscimo de US$ 3,2 bilhões em relação ao ano anterior.

A empresa conseguiu fechar o ano no azul mesmo com os gastos operacionais subindo consideravelmente, principalmente pelo preço dos combustíveis, que cresceu US$ 0,52 na média por galão entre 2017 e 2018. No total, a aérea gastou US$ 9,02 bilhões para abastecer suas aeronaves, valor US$ 2,264 bilhões superior ao registrado no outro ano.

“Dois mil e dezoito foi um ano bem-sucedido para a Delta, uma vez que atingimos uma confiabilidade operacional recorde, aumentando a satisfação dos nossos clientes, assim como nossos resultados financeiros, mesmo enfrentando custos mais elevados de combustíveis. As pessoas são a base do nosso sucesso e tenho a honra de reconhecer seus esforços com US$ 1,3 bilhão em participação nos lucros de 2018”, disse o diretor executivo da Delta, Ed Bastian.

Ao longo do ano, o fluxo de caixa operacional da aérea foi de US$ 6,9 bilhões, sendo que o total investido nos negócios foi US$ 4,7 bilhões (US$ 1,3 bilhões só no quarto trimestre). De tal modo, 68 aeronaves foram acrescentadas à sua frota, que segue em processo de renovação.

“À medida que avançamos para 2019, esperamos impulsionar o crescimento dos lucros de dois dígitos por meio de receitas mais altas, mantendo uma trajetória de custo abaixo da inflação e aproveitando a modesta queda no preço dos combustíveis. Confiamos em fechar o ano com ganhos na casa de US$ 6 ou US$ 7 por ação”, completou Bastian.


*Fonte: Delta Air Lines

conteúdo original: https://bit.ly/2ALWH8S
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA