EMPRESAS

Tripulantes da Avianca criam proposta para manter empregos

Em assembleia realizada nesta quinta-feira (7), em São Paulo, tripulantes da Avianca associados ao Sindicato Nacional dos Aeronautas criaram um modelo de proposta a ser apresentado à companhia aérea para buscar a garantia dos empregos de pilotos e comissários de bordo durante o mês de março. Uma adequação salarial temporária faz parte do plano.

De acordo com o SNA, o fundamento da proposta é garantir o emprego de todos, evitando demissões involuntárias, mesmo havendo excesso de tripulação em relação às operações.

A proposta ainda será colocada em uma votação on-line para todo o grupo de profissionais envolvidos até o fim da próxima semana, quando estará encerrada a fase de adesão aos planos de licença não-remunerada e demissão voluntária. Comandantes, copilotos e comissários votarão separadamente, ou seja, cada função pode aceitar ou não o plano.

Uma das ideias é reduzir a remuneração fixa durante o mês de março de maneira proporcional ao percentual excedente de tripulantes na empresa e com o devido aumento do número de folgas. Caso aprovado, o modelo será entregue à Avianca, que poderá aceitá-lo ou pensar em uma contraproposta.

Confira o que foi aprovado na assembleia do SNA:

- A Avianca dará garantia de emprego a todos os tripulantes no mês de março, mesmo que exista excedente após o encerramento do período de adesão aos programas LNR e PDV;

- Adequação dos salários somente no mês de março;

- Reabertura dos programas LNR e PDV;

- Abertura de um programa voluntário de jornada parcial de trabalho, por no máximo três meses, no qual o tripulante terá 20 folgas por mês e redução pela metade da remuneração fixa, assim como da franquia e, consequentemente, da remuneração variável.


O departamento jurídico do sindicato se colocou à disposição para eventuais esclarecimentos pelo telefone (11) 5090-5100 ou pelo e-mail juridico@aeronautas.org.br.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA