Embraer, 3ª maior fabricante do aviões do mundo, faz 50 anos

|



SÃO JOSÉ DOS CAMPOS (SP) - A Embraer comemora nesta segunda-feira (19) seu aniversário de 50 anos de fundação. A empresa, terceira maior fabricante de aviões do mundo, reuniu colaboradores, autoridades e executivos em sua sede, na cidade de São José dos Campos, no interior paulista.

A celebração acontece no momento que a Embraer aguarda as aprovações finais de órgãos regulatórios de nove países para concluir a venda da divisão de aviação comercial à Boeing, que resultará na criação da empresa Boeing Brasil, e a criação de uma joint venture. Em 2018, a área de aviação comercial respondeu por 47% da receita da Embraer. Segundo o CEO da Embraer, Francisco Gomes Neto, não há o que temer, já que novos projetos estão sendo desenvolvidos, principalmente nas áreas de aviação executiva, defesa e segurança e tecnologia, esta última por meio da EmbraerX.

Danilo Teixeira Alves
Funcionários assistem a celebração
Funcionários assistem a celebração

“A Embraer é resultado da determinação de visionários que queriam transformar o impossível em realidade – e conseguiram. Foi com esse ímpeto que crescemos, chegamos aos 50, e assim continuaremos pelas próximas décadas”, disse o presidente e CEO da Embraer, Francisco Gomes Neto. “A parceira a Boeing vai ajudar a empresa crescer em todas as suas vertentes.”

Ainda durante o evento, Gomes Neto tambem anunciou um investimento de US$ 30 milhões na expansão da unidade de Eugênio de Melo, em São José dos Campos. Com a construção das novas instalações, o local passará a ter uma capacidade para mais de quatro mil funcionários (contra os 1,5 mil que trabalham atualmente no mesmo lugar).

"O futuro da indústria aeronáutica brasileira passa pelo que construímos hoje. Com esse anúncio, estamos reforçando o nosso compromisso com os nossos colaboradores e comunidade local, que são parte da nossa visão estratégica de crescimento contínuo e sustentável", disse ele.

AVIAÇÃO MILITAR

Em dezembro do ano passado, Boeing e Embraer também chegaram a um acordo de uma segunda joint venture. Nessa nova parceria, o objetivo é promover e desenvolver novos mercados para o avião multimissão KC-390. Ao contrário da primeira parceria, onde a Boeing possui maior participação, neste a Embraer detém 51% e a norte-americana os 49% restantes.

Por falar em KC-390, há uma encomenda da Força Aérea Brasileira de 28 unidades do modelo, e outra, anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro há alguns dias, de cinco aeronaves para o governo português.
“Acreditamos que após a primeira entrega, prevista para setembro, o KC-390 vai chegar a outros países e mercados de uma forma muito rápida”, disse Neto.


Danilo Teixeira Alves
O CEO da Embraer, Francisco Gomes Neto, se disse otimista para o futuro
O CEO da Embraer, Francisco Gomes Neto, se disse otimista para o futuro
CINCO DÉCADAS
Ainda como parte da celebração, a Embraer promove a campanha publicitária global “Movida a desafios, guiada por sonhos”. Com presença em mídias programáticas e nas redes sociais da empresa, anúncios em jornais e revistas, além de um filme publicitário, a campanha conta a história de superação da companhia e suas conquistas, evidenciando o protagonismo de seu capital humano e tecnológico na indústria aeronáutica mundial.

Na página da Embraer na internet é possível acessar um hotsite com conteúdo exclusivo sobre a trajetória da companhia em diversos formatos e a nova versão do Centro Histórico Embraer. O material destaca a indústria aeronáutica nacional com informações e imagens de aeronaves e fábricas.



 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA