EMPRESAS

Virgin Atlantic confirma interesse em voar para Fortaleza

A Virgin Atlantic, segunda maior empresa aérea britânica, revelou que já possui um grande plano de crescimento no aeroporto de Heathrow, em Londres. A empresa disse que está pronta para desafiar sua principal concorrente, a British Airways, e aumentar consideravelmente seus voos domésticos e internacionais após uma possível expansão do maior terminal aéreo daquele país, ocasionada pela construção de uma terceira pista e de novas regras para alocação de slots.


Divulgação/Virgin Atlantic
Fortaleza pode ser o novo destino da companhia no Brasil
Fortaleza pode ser o novo destino da companhia no Brasil

Neste plano de expansão, a empresa confirma o interesse em voar para Fortaleza e outros destinos na América do Sul, como Buenos Aires, Santiago e Bogotá. No total, a Virgin Atlantic planeja atender 103 destinos domésticos, europeus e de longo curso, acima dos 19 destinos de longo curso já anunciados para 2020, como o recém-lançado voo direto para São Paulo.

No entanto, a companhia admite que estes lançamentos só serão possíveis se a Virgin conseguir convencer as autoridades a alterarem as regras de alocação de slots em Heathrow. Hoje, o terminal, que é um dos mais concorridos do mundo, possui 55% dos horários de pousos e decolagens destinados as empresas do grupo IAG, que além da British Airways conta também com Aer Lingus e Iberia.

“A Virgin Atlantic alerta que as novas faixas de decolagem e aterrissagem devem ser alocadas de forma a permitir o desenvolvimento de um segundo porta-bandeira com a escala necessária para competir efetivamente com o IAG”, disse a empresa fundada por Richard Branson.


Mapa com as rotas que serão iniciadas em 2020 e com os destinos que serão servidos pela companhia após o aumento da capacidade no aeroporto de Heathrow
Mapa com as rotas que serão iniciadas em 2020 e com os destinos que serão servidos pela companhia após o aumento da capacidade no aeroporto de Heathrow

“Um relatório publicado na semana passada apontou que um em cada quatro passageiros que voam do aeroporto - 18,5 milhões de pessoas - não tem escolha a não ser voar com esse grupo de companhias aéreas. O relatório também concluiu que esses passageiros podem pagar até 10% a mais em tarifas aéreas como consequências”, reitera a Virgin Atlantic.

“Os passageiros aéreos precisam de uma escolha e a Virgin Atlantic está pronta para entregar quando Heathrow se expandir. A terceira pista é uma oportunidade única na vida de alterar o status quo e criar uma segunda transportadora de bandeira. Isso reduziria as tarifas e proporcionaria uma escolha real aos passageiros”, comentou o CEO da Virgin Atlantic, Shai Weiss.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA