EMPRESAS

Amaszonas, da Bolívia, passa a operar com aviões Embraer

Divulgação
São seis E190 adicionados à frota da empresa
São seis E190 adicionados à frota da empresa
A Amaszonas Línea Aérea de Bolívia é a mais nova operadora dos E-Jets da Embraer. A companhia aérea começou a operar hoje (15) um jato E190, na rota entre o Aeroporto Viru Viru de Santa Cruz da Serra e La Paz. No total, são seis E190 adicionados à frota da empresa.

"Trabalhamos com a Amaszonas há muito tempo. Ver o E190 voando nas cores da companhia aérea é sinceramente gratificante para a Embraer", diz o diretor para América Latina e Caribe da Embraer Aviação Comercial, Reinaldo Krugner. "O E190 é o avião ideal para apoiar o crescimento de capacidade da companhia aérea de maneira disciplinada. A Amaszonas encontrará vantagens no baixo custo operacional desta aeronave", complementa.

Os dois primeiros E190 foram arrendados da GECAS e configurados com 112 assentos em classe única. As outras quatro aeronaves serão arrendadas da CDB Leasing e terão 110 assentos configurados em classe única. Futuramente, a companhia aérea também irá operar os E190 no Aeroporto Internacional Carrasco de Montevidéu.

"A capacidade do E190 nos permitirá substituir nossos jatos regionais menores, auxiliando nossos planos de expansão na Bolívia e no Uruguai", comentou o presidente e CEO da companhia boliviana, Sergio de Urioste. "Nossos E-Jets nos darão a flexibilidade necessária para adicionar mais destinos e ampliar as frequências. Estamos certos de que nossos passageiros irão adorar o conforto da cabine do E190", completa.

A Embraer e a Amaszonas também assinaram um contrato para o Programa Pool de serviços até 2024 com o objetivo de fornecer suporte de componentes reparáveis para a frota de até seis E190.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA