EMPRESAS

Governo sul-africano articula para SAA permanecer no Brasil

|


Wikicommons
South African Airways tem 50 anos de atuação no Brasil
South African Airways tem 50 anos de atuação no Brasil
Existe a possibilidade de a South African Airways (SAA) manter seu serviço entre Joanesburgo e São Paulo. A companhia aérea que tem 50 anos de Brasil anunciou, na semana passada, que a partir de 29 de fevereiro deixaria de prestar o serviço, mas fontes ligadas ao governo da África do Sul dizem que o cancelamento pode ser desfeito e que a SAA já estaria deixando de reacomodar passageiros, pois obviamente tal prática seria inútil caso a operação continuasse.

Interrogado sobre a questão, o diretor da SAA no Brasil, Altamiro Médici, diz que não há nenhuma informação a respeito. O executivo, inclusive, compareceu ao roadshow da representante hoteleira Hip Hotels nesta manhã, agradeceu os operadores e agentes presentes pela parceria e disse que "espera voltar a operar no Brasil em breve". Entretanto, no tocante à atual especulação de sequer sair, ele desconversa.

"Não tenho nenhuma informação da matriz a esse respeito", afirma, negando que as reacomodações teriam cessado por conta da possibilidade de manter a operação. "Estamos trabalhando justamente nessa questão, na política de reacomodação de passageiros que têm bilhetes comprados para datas futuras a 29 de fevereiro", completa.

Marluce Balbino
Altamiro Medici, diretor da SAA no Brasil
Altamiro Medici, diretor da SAA no Brasil
A respeito do envolvimento direto do governo sul-africano para que o serviço retorne, Médici afirma que "existem stakeholders interessados na manutenção da rota, sim, mas não tenho nenhuma informação a respeito". Autoridades do alto escalão do governo sul-africano, segundo fontes ouvidas pela PANROTAS, estão se mexendo para que a ligação com o Brasil não seja cancelada. Se o movimento for bem-sucedido o anúncio pode chegar antes do carnaval.

Logo após o anúncio feito pela SAA, na quinta-feira passada, operadores e agentes de viagens com alto volume para África do Sul se manifestaram, tal como a diretora de Turismo do país no Brasil, Tati Isler.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA