Emirates atualiza política de alterações e reembolso

|


Divulgação
As alterações de voos serão permitidas com isenção de multa e diferença tarifária
As alterações de voos serão permitidas com isenção de multa e diferença tarifária
A Emirates acaba de anunciar a atualização de sua política de alterações e reembolso para tickets emitidos até 31 de maio de 2020 com pelo menos uma reserva antes de 31 de agosto de 2020. A política abrange cancelamento de voo, proibição e recomendação de viagem pelo governo, mudança no processo de visto ou quarentena e bloqueio do governo que impede os passageiros de chegarem ao aeroporto.

O bilhete original pode ser mantido com um status de cupom aberto por 760 dias a partir da data de emissão original, sendo que a primeira reemissão deverá ser feita até 12 meses da data original. As alterações e reemissões serão permitidas com isenção de multa e diferença tarifária em qualquer classe de reserva dentro da mesma cabine, para um boo alternativo ou para/do gateway online da Emirates mais próximo dentro da mesma região em que haja operação. Se o passageiro desejar remarcar o voo para outra região, a multa de alteração não será cobrada, mas a diferença de tarifa deverá ser cobrada. Para solicitação a remarcação, insira o código "ROGW006 DUE COVID-19" no campo do endosso do bilhete.

Para cancelamentos de voos, proibições e bloqueios de viagem, os tickets não utilizados serão elegíveis a reembolso integral. No caso de bilhetes parcialmente utilizados, o cálculo de reembolso deverá ser feito conforme a regra tarifária, sem a multa de reembolso. Podem ocorrer atrasos no processamento devido ao grande volume de solicitações.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA