Movida

Victor Fernandes   |   28/05/2020 15:37   |   Atualizada em 28/05/2020 15:53

American Airlines planeja reduzir sua equipe em 30%

A mudança ocorrerá após 30 de setembro, impactando cerca de cinco mil funcionários.

Divulgação
Em uma carta aos funcionários, a American Airlines informou que planeja reduzir sua equipe de gerenciamento e escritório em 30%, impactando cerca de cinco mil funcionários. De acordo com o portal Travel Weekly, a mudança ocorrerá após 30 de setembro, porque as companhias aéreas que aceitaram ajuda federal não podem implementar demissões ou licenças antes dessa data.

Na carta, a vice-presidente executiva americana de pessoas e comunicações, Elise Eberwein, afirmou que a transportadora será menor com menos rotas e menos voos devido à crise do Covid-19. "Já tomamos medidas para nos preparar para essa nova realidade, com quase 39 mil membros da equipe optando por uma licença voluntária ou aposentadoria antecipada. As acelerações de aposentadoria de frotas estão em andamento e voaremos cerca de 100 aeronaves a menos no próximo verão do que tínhamos planejado originalmente. Além disso, administrar uma companhia aérea menor significa que precisaremos de uma equipe de gerenciamento e equipe de suporte que seja aproximadamente 30% mais enxuta”, escreveu Elise.

Já o CEO da empresa, Doug Parker, descartou a possibilidade do Chapter 11 (recuperação judicial) para as aéreas americanas, Nem a American, nem as demais segundo ele. A demanda precisa retornar e segundo ele já ha sinais disso. As empresas estarão menores, mas não precisarão recorrer ao Chapter 11. Diferentemente dos anos 1990 e 2000, quando havia excesso de capacidade e mais empresas no jogo.

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias