Latam corta 19 aeronaves das frotas do Brasil e Chile

|

Divulgação
Nesta semana, a Latam tornou-se a mais recente em uma série de transportadoras a buscar uma reestruturação voluntária após a crise causada pela pandemia. De acordo com o portal Simple Flying, após já ter cancelado um pedido de dez novos A350, a companhia também identificou 19 aeronaves arrendadas para serem cortadas diretamente de sua frota.

A transportadora decidiu que cortaria seis jatos widebody de longo curso. Dois deles são os Airbus A350 e os quatro restantes são os B787-9 Dreamliners. Os outros 13 são compostos por vários modelos Airbus de corpo estreito. Dez dos jatos estão registrados no Chile e nove no Brasil. O pedido de recuperação judicial da Latam inclui a filial chilena, mas não a brasileira. A Latam Brasil detém pouco mais da metade das 320 aeronaves que fazem parte da frota da companhia.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA