Aéreas nacionais transportaram 119 milhões de passageiros em 2019

|


Unsplash/Stefan Fluck

O número de passageiros transportados na aviação civil brasileira em 2019 foi o maior já registrado na série histórica, apontou a Anac. Segundo a agência, nos 12 meses do ano passado foram transportados 119,4 milhões de pessoas foram transportadas no mercado doméstico e internacional. O resultado é 1,4% maior em relação a 2018.

O mesmo estudo mostra ainda que o número de decolagens no transporte aéreo apresentou redução de 1,7%, se comparado com 2018. No total, foram realizados 951 mil voos regulares e não regulares. No mercado doméstico, a quantidade de decolagens teve retração de 1,4%, passou de 816 mil em 2018 para 805 mil no ano passado. As operações registradas no mercado internacional tiveram redução de 3,4% em 2019, totalizando aproximadamente de 146 mil decolagens.

Os indicadores registrados em 2019 podem ter sido impactados principalmente pela saída da Avianca Brasil do mercado aéreo. A empresa, que transportou aproximadamente 12% dos passageiros domésticos e 3% dos passageiros internacionais em 2018, teve suas operações suspensas em 24 de maio de 2019.

Os terminais que tiveram o maior número de decolagens no mercado doméstico em 2019 foram os de Guarulhos (12,6%), Congonhas (10,7%), Brasília (7,3%), Campinas (6,2%) e Confins (6%). Entre esses aeroportos, Brasília e Congonhas apresentaram redução no indicador em comparação com os dados apurados em 2018, de 10,5% e 1,9%, respectivamente. Entre os 20 principais aeroportos brasileiros, o de Manaus foi o que apresentou a maior alta no último ano, com 9%.

Na distribuição de passageiros pagos transportados no mercado doméstico no ano passado, o aeroporto de Guarulhos obteve fatia de 14,5% do total registrado, seguido por Congonhas (11,7%), Brasília (8,4%), Confins (5,4%) e Galeão (4,9%). Entre os principais terminais do país, o Galeão apresentou a maior variação negativa em comparação com os dados de 2019, com 10,2%. O maior crescimento foi registrado no aeroporto de Campinas, da ordem de 14,4%.

O número de aeroportos atendidos passou de 122 em 2018 para 128 em 2019. O resultado foi motivado principalmente pela expansão da atuação da empresa Two Táxi Aéreo em aeroportos fora do estado de Minas Gerais.

ENTRE MODAIS
Em 2019, o modal aéreo continuou sendo o principal meio de transporte utilizado pelo brasileiro em viagens interestaduais. Na comparação com o transporte terrestre, a fatia de passageiros que utilizaram o avião passou de 67,3% em 2018 para 68,6% em 2019. Nos 12 meses do ano passado, aproximadamente 87 milhões de passageiros realizaram viagens interestaduais pelo transporte aéreo enquanto cerca de 40 milhões (31,4% do total) optaram pelo rodoviário.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA