Latam modifica proposta em busca de aporte de US$ 2,5 bilhões

|


Divulgação
Latam busca aporte de US$ 2,5 bilhões
Latam busca aporte de US$ 2,5 bilhões

O Grupo Latam segue em busca de um aporte financeiro robusto para encarar os impactos provocados pela pandemia de covid-19. Depois de ter o financiamento negado pela justiça americana, a companhia aérea informou hoje, por meio de fato relevante, que apresentou ao Tribunal do Distrito Sul de Nova York uma proposta modificada do financiamento DIP (debtor in possession na sigla em inglês), que permite que o Grupo tenha acesso aos US$ 2,45 bilhões.

Segundo a companhia aérea, a nova proposta não contempla a opção de alteração da Tranche C, respondendo à objeção do honorável juíz James L. Garrity Jr. Além disso, a proposta incorpora os principais interessados em participar do financiamento do grupo.

Os termos da proposta mantém, em essência, a estrutura original de financiamento DIP. As principais mudanças são:

- A tranche A, no valor de até US$ 1.3 bilhão, continuará a ser liderada pela Oaktree Capital Management, L.P. que contribuirá com US$ 1.125 bilhão, enquanto a Knighthead Capital participará com US$ 175 milhões.

- A tranche C, no valor de até US$ 1.150 bilhão, será composta por US$ 750 milhões fornecidos pela Qatar Airways e pelos Grupos Cueto e Eblen, US$ 250 milhões pela Knighthead Capital e, além disso, há a inclusão da participação de acionistas minoritários da LATAM por até US$ 150 milhões. Caso esse valor não seja atingido, o diferencial será fornecido pelos credores da Tranche C.

A Latam está aguardando determinação do Tribunal em relação à proposta de financiamento DIP modificada.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA