Azul passa a voar para Serra Talhada e Caruaru, em Pernambuco

|

Divulgação
Azul passa a voar para Serra Talhada e Caruaru, em Pernambuco, com voos diretos e regulares para Recife, duas vezes por dia
Azul passa a voar para Serra Talhada e Caruaru, em Pernambuco, com voos diretos e regulares para Recife, duas vezes por dia
A Azul começou hoje (11) a voar para o Sertão e o Agreste de Pernambuco, com os aviões da companhia pousando pela primeira vez em Serra Talhada e Caruaru, os dois novos serviços domésticos da companhia no Brasil, que agora passam a ser conectados com todos os destinos nacionais e internacionais servidos pela aérea. Serão voos diretos e regulares para Recife, duas vezes por dia.

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, representantes do município e do Estado e executivos da Azul participaram dos voos inaugurais, que foram recebidos com o tradicional batismo feito com jatos d´água para marcar o início das operações. Os aviões Cessna Gran Caravan da Azul Conecta, com capacidade para nove passageiros, serão responsáveis por cumprir as ligações com a capital pernambucana.

“A Azul, com a diversidade de frota e flexibilidade de malha, pôde concretizar o sonho de iniciar as operações regulares em Serra Talhada e Caruaru depois desses aeroportos ganharem a certificação de operação da Anac. Agora, temos mais duas cidades pernambucanas em nossa malha, deixando nosso centro de conexões do Recife mais conectado e com mais opções de ligações tanto para clientes com origem quanto com destino às cidades”, diz o diretor de Relações Institucionais da empresa, Marcelo Bento Ribeiro.

O início das operações regulares da empresa nos destinos estimula ainda o progresso da região, impulsionando a economia local com o surgimento de novas oportunidades de Turismo e de negócios. As novas bases também ampliam a malha de destinos da aérea, que passa a ter 93 destinos atendidos no Brasil e no Exterior.

Divulgação
Malha prevista da Azul para Serra Talhada e Caruaru
Malha prevista da Azul para Serra Talhada e Caruaru


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA