Associação de comissários quer banir invasores do Capitólio dos voos

|

Reprodução Twitter
Comissários da AFA (Association of Flight Attendants) durante um protesto no ano passado, pedindo por ajuda ao setor aéreo
Comissários da AFA (Association of Flight Attendants) durante um protesto no ano passado, pedindo por ajuda ao setor aéreo
As companhias aéreas americanas que operam nos aeroportos de Washington DC e Estados vizinhos estão preocupadas com o retorno dos invasores do Capitólio para suas casas em outras cidades americanas. A polícia local prendeu cerca de 50 pessoas e muitos são de fora de Washington DC.

A Associação de Comissários de Bordo, que representa 17 empresas aéreas, incluindo a United Airlines, e mais de 50 mil profissionais, sugeriu que os invasores fossem banidos dos voos. Segundo a entidade, já nos voos para DC houve problemas e comportamentos inaceitáveis por parte dos apoiadores de Donald Trump (confira um dos vídeos publicados no Twitter) "Isso não vai se repetir", disse a associação em comunicado.

American Airlines e Delta Air Lines disseram ao jornal US Todayque estão tomando providências para reforçar a segurança e garantir a tranquilidade para passageiros e colaboradores.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA