Latam Brasil teve melhor desempenho que países de língua espanhola

|


Divulgação
Durante 2020, o Grupo Latam Airlines transportou 28,3 milhões de passageiros, uma queda de 62% diante dos 74,2 milhões de 2019. Nos países de língua espanhola onde a empresa tem subsidiárias (Chile, Equador, Peru, Colômbia e Argentina - nesse caso somente até maio desse ano, quando a empresa saiu do país) foram transportados 9,8 milhões de passageiros, uma queda de 63,1%, maior que a média do grupo. No Brasil, foram transportados 14,4 milhões, com queda de "apenas" 53,9%. Os passageiros internacionais foram tímidos quatro milhões, queda de 75,2% sobre os números de 2019.

Na ocupação, o grupo teve taxa de 76,5%. No Brasil, o índice foi de 80%. Nos demais países 76,1%. O internacionais teve a maior queda, de 11 pontos, chegando a 73,8% de aproveitamento dos assentos. A oferta no geral caiu 62,7% no grupo e 48,5% no Brasil.

No mês de dezembro, a operação de passageiros do Grupo Latam Airlines foi de 38,3% (medida em assento por quilômetro disponível - ASK) em relação ao mesmo mês do ano anterior, apresentando uma recuperação gradual nos últimos meses. Nos meses de outubro e novembro deste ano, a operação foi de 26,8% e 33,4%, respectivamente, quando comparada ao mesmo período de 2019.

"Esta menor recuperação verificada em dezembro comparada aos meses anteriores é explicada principalmente pelas restrições dos países onde a Latam opera", diz a companhia em comunicado.

Confira os dados completos abaixo:




 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA