Norwegian Air deixa de voar em longa distância definitivamente

|


Divulgação
A aérea planeja operar cerca de 50 aeronaves de corpo estreito em 2021
A aérea planeja operar cerca de 50 aeronaves de corpo estreito em 2021
A Norwegian Air decidiu simplificar sua estrutura de negócios e operar uma rede dedicada de rotas de curta distância, economizando tempo em seus serviços de longa distância. "A pandemia de covid-19 afetou profundamente toda a indústria da aviação. Nessas circunstâncias, uma operação de longo curso não é viável para a Norwegian e esses voos deixarão de ser operados. A companhia continuará avaliando oportunidades lucrativas conforme o mundo se adapta e se recupera do impacto da covid-19", disse a transportadora em comunicado.

O fim das operações de longa distância também inclui a única rota que a aérea operava no Brasil, que conectava Londres ao Rio de Janeiro. A Norwegian divulgou ainda que continuará atendendo às necessidades de seus clientes, oferecendo tarifas competitivas em uma ampla rede doméstica na Noruega, nos países nórdicos e nos principais destinos europeus. A companhia planeja operar cerca de 50 aeronaves de corpo estreito em 2021, passando para 70 em 2022.

"Tenho o prazer de apresentar um plano de negócios robusto, que proporcionará um novo começo para a empresa. Ao focar nessa operação de curta distância, pretendemos atrair novos investidores, atender nossos clientes e apoiar a indústria de viagens na Noruega, nos países nórdicos e na Europa", afirmou o CEO da Norwegian Air, Jacob Schram. "Não esperamos que a demanda no setor de longa distância se recupere em um futuro próximo, e nosso foco será no desenvolvimento de nossa rede de curta distância à medida que emergirmos do processo de recuperação".


*Fonte: Business Traveller

conteúdo original: https://bit.ly/3nJaiDI
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA