American Airlines tem prejuízo de US$ 1,3 bi no 1T21

|

Divulgação/AA
Hoje (22), a American Airlines divulgou seus resultados financeiros do primeiro trimestre de 2021, incluindo receita de US$ 4 bilhões, significando uma queda de 53% ano a ano e em uma redução de 39% ano a ano no total de milhas por assento disponíveis (ASMs). O prejuízo líquido da aérea no primeiro trimestre foi de US$ 1,3 bilhão ou US$ 1,97 por ação.

A American continua a tomar medidas para fortalecer seus negócios e responder à pandemia, com ênfase no apoio a seus clientes, membros da equipe e comunidades; redução de custos; e melhorar sua posição de liquidez e balanço patrimonial. A aérea levantou US$ 10 bilhões por meio de oferta de dívida garantida pelo programa AAdvantage e usou uma parte dos recursos para pagar antecipadamente o empréstimo garantido do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos.

Ao fim do trimestre, a aérea fechou com aproximadamente US$ 17,3 bilhões de liquidez total disponível. A empresa espera encerrar o segundo trimestre com aproximadamente US$ 19,5 bilhões em liquidez total disponível.

“Estamos extremamente orgulhosos da equipe da American Airlines por seu cuidado contínuo com nossos clientes e uns com os outros. Nossa equipe apareceu todos os dias durante a pandemia e atendeu mais clientes do que qualquer outra companhia aérea. Esse foco tem servido como nossa inspiração e nos posiciona bem, pois ainda mais clientes retornam aos céus", disse o presidente e CEO da American, Doug Parker.

A empresa continuará a equiparar sua capacidade futura com as tendências de reservas observadas. Com base nas tendências atuais, a American espera que sua capacidade do segundo trimestre caia de 20 a 25% em comparação com o segundo trimestre de 2019. A empresa espera que sua receita total do segundo trimestre caia aproximadamente 40% em relação ao segundo trimestre de 2019. A empresa também espera que sua margem antes de impostos no segundo trimestre fique entre 27% negativos e 30% negativos.

“Olhando para o futuro, com o bom andamento do primeiro trimestre, vemos sinais de contínua recuperação da demanda. Continuamos confiantes de que os aprimoramentos da rede, as melhorias com foco no cliente e as medidas de eficiência que implementamos garantirão que a American esteja bem posicionada para a recuperação”, completou Parker.

Ontem a companhia anunciou que reduzirá temporariamente suas operações no Brasil.

Confira os resultados completos da American Airlines no primeiro trimestre de 2021.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA