Boeing anuncia conversão de cargueiros 737-800BCF na Am. Latina

|


Divulgação
A primeira linha de conversão será inaugurada no início de 2022
A primeira linha de conversão será inaugurada no início de 2022
A Boeing anunciou hoje uma nova parceria com uma fornecedora de manutenção, reparos e revisão (MRO, na sigla em inglês), com sede na Costa Rica, para aumentar a capacidade de conversão para o 737-800 Boeing Converted Freighter. O novo acordo é feito no momento em que os mercados de comércio expresso e eletrônico continuam a estimular uma forte demanda por produção e conversão de cargueiros.

A fabricante abrirá duas linhas de conversão do 737-800BCF com a Cooperativa Autogestionaria de Servicios Aeroindustriales (COOPESA) em Alajuela, na Costa Rica. A expectativa é que a primeira das novas linhas de conversão seja inaugurada no início de 2022, com a segunda prevista para o fim do mesmo ano. A Boeing prevê que 1.500 conversões de cargueiros serão necessárias nos próximos 20 anos para atender à crescente demanda por esse tipo de aeronave. Destas, 1.080 serão conversões de fuselagem padrão, com quase 30% dessa demanda vinda da América do Norte e América Latina.

"A COOPESA demonstrou a expertise técnica e o compromisso com a qualidade e execução necessários para nos ajudar a atender à crescente demanda dos clientes pelo 737-800BCF, inclusive nas Américas. Temos o prazer de contar com a COOPESA em nossa equipe de parceiros de MRO. Juntos, entregaremos o cargueiro convertido líder de mercado para clientes em todo o mundo", disse o diretor de Conversões de Cargueiros da Boeing, Jens Steinhagen.

Atualmente, a Boeing converte aviões de passageiros 737-800 em cargueiros em três localidades da China: Boeing Shanghai Aviation Services (BSAS), em Xangai; Guangzhou Aircraft Maintenance Engineering Company Limited (GAMECO), em Guangzhou; e Taikoo (Shandong) Aircraft Engineering Co. Ltd. (STAECO), em Jinan. Até o momento, o 737-800BCF recebeu mais de 180 encomendas e compromissos de compra de 15 clientes em quatro continentes. Em março, a Boeing voltou a entregar o 50º 737-800BCF, desde que iniciou suas operações em 2018.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA