Azul suspenderá operação em Governador Valadares (MG)

|

PANROTAS / Emerson Souza
A Azul comunicou que para de operar em Governador Valadares durante a reforma do aeroporto
A Azul comunicou que para de operar em Governador Valadares durante a reforma do aeroporto
A Azul informou que, por conta de limitações na infraestrutura aeroportuária, vai suspender suas operações no Aeroporto de Governador Valadares (MG) quando o terminal for fechado para obras. As reformas estão previstas para acontecer entre dezembro deste ano e janeiro de 2022, mas o retorno dos voos da aérea na cidade está condicionado à prometida implementação de dois instrumentos de auxílio à navegação aérea: o IFR-IMC e o PAPI.

O IFR-IMC são os instrumentos que permitem a operação dos voos mesmo em condições meteorológicas adversas, já o PAPI é um sistema de aparelhos de iluminação que provê auxílio visual da cabeceira da pista do aeroporto. Sem o IFR-IMC e os PAPIS, realidade do aeroporto de Valadares, a Azul enfrenta dificuldades para manter a regularidade de suas operações na cidade.

A companhia argumenta que, em condições visuais não favoráveis, se vê obrigada a cancelar voos e/ou atrasar suas frequências por razões externas ao domínio da empresa. A judicialização de casos como esses, em que empresa e clientes são prejudicados, também é fator fundamental para a decisão de suspensão dos voos na cidade.

Enquanto a oferta em Governador Valadares será paralisada, outro destino mineiro ganha novas frequências até o final do ano. A Azul informou que terá voos diretor de Uberaba, no Triângulo Mineiro, para Campinas Maceió e Porto Seguro.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA