ITA fretará voo ao Uruguai e promete CEO para a Europa até janeiro

|


Divulgação/ITA
O presidente da ITA, Sidnei Piva
O presidente da ITA, Sidnei Piva

A internacionalização da Itapemirim Transportes Aéreos (ITA) está sendo levada a sério na empresa. Várias são as frentes de negócios que farão da recém-inaugurada companhia brasileira ser reconhecida no Exterior. Tudo começará com voos charters a Montevidéu para, em seguida, serem iniciadas as operações regulares à Argentina e, atravessando o Atlântico, a aérea pretende anunciar a ITA Europa, com planos de voar em 2023, e com anúncio de CEO prometido para janeiro de 2022.

É o que garante o presidente Sidnei Piva, que deu entrevista para o Portal PANROTAS para contar os planos da ITA em sua estreia no Aeroporto de Congonhas. "Estamos nos moldando para sermos reconhecidos nacional e internacionalmente. O projeto está pronto, definido, e sairá do papel em breve. Estamos homologando nosso fretamento a Montevidéu e trabalhando para transformar a empresa em internacional com voos regulares. Em breve voaremos a Buenos Aires e aí sim começaremos as expansões", afirma Piva, ao lado do CEO Adalberto Bogsan.

ITAPEMIRIM EUROPA EM 2023

"A Itapemirim Europa também vai existir a partir de 2023, tal como a ITA América. Até janeiro anunciaremos o CEO da ITA para fora do Brasil e já adianto que é um alto nome, conhecido do mercado internacional, que já foi CEO de outras companhias aéreas com identidade.

Piva ainda diz que a ITA já nasceu para ser uma empresa de grande porte. "Quando fizermos seis meses de operação teremos entre dez e 12 Airbus, que não são qualquer aeronave. Isso em plena pandemia. Não é qualquer companhia que alcança esse volume. Quando eu disse, em nossa inauguração, que chegamos para ficar, não era apenas um discurso bonito", garante o presidente.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA