JetSmart, Volaris e outras aéreas encomendam 255 aviões Airbus

|

Divulgação
Das 255 aeronaves, 102 são para a Wizz Air
Das 255 aeronaves, 102 são para a Wizz Air
A Wizz Air (Hungria), Frontier (Estados Unidos), Volaris (México) e JetSmart (Chile, Argentina), companhias aéreas do portfólio da Indigo Partners, anunciaram um pedido de 255 aeronaves adicionais da família A321neo sob um acordo conjunto da Indigo Partners. O pedido foi assinado durante o Dubai Airshow.

Este pedido eleva o número total de aeronaves encomendadas pelas companhias aéreas da Indigo Partners para 1.145 unidades da família A320. Os aviões encomendados hoje são uma mistura de modelos A321neos e A321XLRs, que serão entregues a cada uma das companhias da seguinte forma:

  • Wizz Air: 102 aeronaves (75 A321neo + 27 A321XLR)
  • Frontier: 91 aeronaves (A321neo)
  • Volaris: 39 aeronaves (A321neo)
  • JetSmart: 23 aeronaves (21 A321neo + 2 A321XLR)

Além deste pedido, a Volaris e a JetSmart irão converter 38 A320neo de suas carteiras de aeronaves existentes em A321neo.

"Este pedido reafirma o compromisso das companhias aéreas do nosso portfólio com o crescimento constante ao longo da próxima década. Os Airbus 321neo e 321XLR oferecem eficiência líder da indústria, baixos custos unitários e uma pegada de carbono substancialmente reduzida em relação aos modelos anteriores. Com essas aeronaves, Wizz, Frontier, Volaris e JetSmart continuarão a oferecer tarifas baixas, estimulando os mercados que atendem e melhorando seu perfil de líderes do setor em sustentabilidade", diz o sócio-gerente da Indigo Partners, Bill Franke.

Até o final de outubro de 2021, a família A320neo totalizou mais de 7.550 pedidos de 122 clientes desde seu lançamento em 2010. Desde sua entrada em serviço há cinco anos, a Airbus entregou mais de 1.950 aeronaves da família A320neo, contribuindo para a economia de 10 milhões de toneladas de CO2.

Indigo Partners LLC, com sede em Phoenix, Arizona, é um fundo de capital privado focado em investimentos globais em transporte aéreo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA