Movida

Karina Cedeño   |   15/09/2023 18:45

Aerolíneas Argentinas realiza 1º voo com combustível sustentável

AR1135 chegou ao aeroporto internacional de Ezeiza na madrugada de hoje (15)


Divulgação/José Roberto/Spotter/Inframerica
Voo foi a prova inicial da empresa com este tipo de combustível, como parte de seu Plano de Sustentabilidade
Voo foi a prova inicial da empresa com este tipo de combustível, como parte de seu Plano de Sustentabilidade

A Aerolíneas Argentinas realizou seu primeiro voo com combustível sustentável de aviação (SAF), utilizado na rota Madri-Buenos Aires. O voo foi o AR1135, que chegou ao aeroporto internacional de Ezeiza na madrugada de hoje (15).

A operação foi a prova inicial da empresa com este tipo de combustível, como parte de seu Plano de Sustentabilidade. A aeronave levou 2% de combustível do tipo SAF, com a finalidade de realizar as provas de análise de rendimento, que tiveram resultado positivo.

De acordo com o que foi projetado, a partir de 2027 esse tipo de combustível será utilizado em todos os voos da Aerolíneas Argentinas, com o objetivo de alcançar a neutralidade até 2050, em concordância com o os acordos internacionais firmados entre as companhias que formam parte da Iata.

“É um voo que tem um valor muito especial, porque significa a implementação efetiva de uma parte importante de nosso Plano de Sustentabilidade. Todo o trabalho de medição, análise e acompanhamento que estamos realizando para cumprir com as metas e os acordos internacionais firmados, conjuntamente com nosso compromisso para uma aviação sustentável, viajaram neste voo também. Resta muito trabalho por fazer, mas vamos conseguir ter uma indústria completamente limpa até o ano de 2050”, conta o presidente da aérea, Pablo Ceriani.

No ano passado, a Aerolíneas Argentinas foi premiada pela aliança SkyTeam por conta da iniciativa “O Voo Sustentável”, e pela redução da geração de carbono. A companhia foi reconhecida nas categorias “Redução de CO2 em voos de longo curso”, “Inovação em cargas” e “Profissionais mais comprometidos”.

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias