INVESTIMENTOS

Air Europa estreia segunda B787 Dreamliner em Madri-SP

Air Europa
Diretor geral da Air Europa no Brasil, Enrique Martin-Ambrosio, junto do diretor regional da América, Diego Garcia, do vice gerente geral, Richard Clark, e ainda do gerente geral da aérea no Brasil, Luis Sobrinho, apresentam em evento em São Paulo oficialmente o B787 Dreamliner, nova aeronave da rota para Madri
Diretor geral da Air Europa no Brasil, Enrique Martin-Ambrosio, junto do diretor regional da América, Diego Garcia, do vice gerente geral, Richard Clark, e ainda do gerente geral da aérea no Brasil, Luis Sobrinho, apresentam em evento em São Paulo oficialmente o B787 Dreamliner, nova aeronave da rota para Madri
A Air Europa está bem próxima de trazer seu Boeing 787 Dreamliner para São Paulo. O anúncio do upgrade de aeronaves na rota diária de Madri foi feita no início deste ano, mas um evento nesta semana na capital paulista definiu os últimos detalhes da chegada do novo avião, com estreia marcada para esta segunda (26).

De acordo com a Air Europa, o novo equipamento reduzirá em cerca de 40 minutos seu atual percurso entre São Paulo e Madri, além de diminuir em 60% o impacto acústico em relação à média do mercado. Por outro lado, a troca do A330 para a aeronave da Boeing envolve uma redução na capacidade do trecho, pois embora seja a "mais moderna e eficiente de toda a frota da Air Europa", o B787 suporta 274 passageiros (22 em classe executiva), menos que os 299 do avião da Airbus.

Divulgação
B787-8 Dreamliner estreia segunda (26) na rota São Paulo-Madri, com capacidade para 274 passageiros
B787-8 Dreamliner estreia segunda (26) na rota São Paulo-Madri, com capacidade para 274 passageiros

RESULTADOS POSITIVOS
Também durante o evento foram anunciados alguns dos resultados (positivos) da Air Europa. Em 2017, 260 mil passageiros foram transportados pela aérea entre o Brasil e a Espanha, 4% de aumento em relação ao ano anterior. As rotas entre os dois países registraram ainda bons níveis de ocupação, com uma média de 90%, de acordo com o diretor executivo da Globalia, Javier Hidalgo.

O CEO anunciou ainda uma ampliação de 28% da oferta da aérea em rotas Brasil-Espanha para 2018, principalmente pelo início da rota Madri-Recife em dezembro do ano passado, com duas rotas semanais. Já o iminente voo da capital espanhola para o Rio de Janeiro, previsto inicialmente para este ano, está em "stand by", sem data certa para estreia e dependendo da chegada de novas aeronaves.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA