Novo hub em Fortaleza da Gol e AF-KLM espera 85% de ocupação nos voos | Novas rotas | PANROTAS
NOVAS ROTAS

Novo hub em Fortaleza da Gol e AF-KLM espera 85% de ocupação nos voos

FORTALEZA - Ontem (3) e hoje foram dias repletos de comemoração para as companhias aéreas Gol e Air France-KLM. Com a inauguração oficial do hub da aliança em Fortaleza, os passageiros das regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste viajarão a destinos europeus de forma direta e consideravelmente mais rápido, economizando de duas a seis horas de voo total.

Beatrice Teizen
Jean-Michel Mathieu, da Joon, Patrick Alexandre, da Air France-KLM, Camilo Santana, governador do Ceará, Pieter Elbers, da KLM, Paulo Kakinoff, da Gol, e Roberto Cláudio, prefeito de Fortaleza
Jean-Michel Mathieu, da Joon, Patrick Alexandre, da Air France-KLM, Camilo Santana, governador do Ceará, Pieter Elbers, da KLM, Paulo Kakinoff, da Gol, e Roberto Cláudio, prefeito de Fortaleza
Além de cerimônia de inauguração do hub no aeroporto Pinto Martins, com a presença de autoridades locais, executivos das aéreas e passageiros dos voos vindos de São Paulo (Gol), KLM (Amsterdã) e Joon (Paris), a celebração contou com um coquetel para convidados e coletiva de imprensa nesta manhã, no hotel Gran Marquise.

Esta foi a primeira vez na história do grupo franco-holandês que os novos voos, vindos de Paris-Charles de Gaulle e Amsterdã-Schiphol, iniciaram no mesmo dia. As novas operações internacionais conectam-se também às cidades de Belém, Manaus, Natal, Recife, Salvador, São Luís e Brasília em aeronaves Gol. Com número de reservas em Fortaleza já maior que em São Paulo e Rio de Janeiro, a expectativa de ocupação dos voos é de 85%.

Já a Gol, para abastecer e fortalecer estas conexões, ampliou sua oferta de voos na região em 35%, totalizando, a partir de agora, cerca de 50 voos diários para 11 destinos, a partir da capital cearense, incluindo Buenos Aires e, em novembro, mais dois destinos com voos diretos para a Flórida.

"A combinação das pessoas nesta sala dá uma boa dimensão deste momento para nós. O hub do Ceará está recebendo os maiores investimentos da última década para chegar no estágio que hoje podemos chamar de aproveitamento pleno do que há de mais valioso, o tempo. É o principal hub no Brasil fora do eixo Rio-São Paulo e, com ele, os clientes terão uma oferta muito superior do que indo para SP ou Rio e depois sobrevoando a cidade do cerrado novamente para ir à Europa", afirma o presidente da Gol, Paulo Kakinoff.

Camilo Santana entre os presidentes das companhias aéreas
Camilo Santana entre os presidentes das companhias aéreas
De acordo com o governador do Ceará, Camilo Santana, esta aliança com o estado tem três eixos importantes. O primeiro é a concessão do aeroporto com a alemã Fraport, que já iniciou projeto de modernização e ampliação das estruturas. O segundo é o objetivo em garantir qualidade de serviço no Pinto Martins e, por último, o esforço do poder público, criando as condições de competitividade, e a participação do trade turístico.

"Partindo do diálogo com as empresas do trade, queremos concretizar o stop over aqui em Fortaleza. A partir de agora, o passageiro que quiser ir de Paris para São Paulo, por exemplo, e for fazer uma conexão na capital cearense, ele poderá passar até três dias sem alterar na tarifa da passagem. Por isso queremos intensificar a promoção do Estado para trazer cada vez mais turistas da Europa", explica Santana.

O envolvimento do Estado se deu por uma única parceria, que é a de ampliar o trabalho de promoção e divulgação do Estado, pelo Governo do Estado, como destino tanto na Europa quanto em outros países. "É uma negociação que está sendo feita entre as equipes", conta.

JGCA
Paulo Kakinoff e Roberto Cláudio
Paulo Kakinoff e Roberto Cláudio
Desde ontem (3), Fortaleza conta com dois voos diretos semanais da Air France (operado pela Joon) para Paris, saindo às 13h10 do Charles de Gaulle e chegando às 17h35 no Ceará - o inverso parte às 19h35 e pousa em Paris às 9h30; e três para Amsterdã, partindo às 12h50 e chegando às 17h30 em Pinto Martins, e saindo às 19h50 e desembarcando às 10h em Schiphol. A partir de 30 de outubro, o hub ampliará para três as frequências para a cidade francesa. Os voos via Holanda são operados por A330 e os da França por A340, com 267 e 278 lugares, respectivamente.

MERCADO CORPORATIVO

Segundo Kakinoff, o público deste hub será composto por um terço de viajantes a negócios e dois terços de a lazer. Porém, é possível que haja um fenômeno de certa forma ainda não conhecido totalmente pelas companhias aéreas, relacionado à questão do tempo decorrido.

“Existe um percentual grande de clientes que viajam a trabalho, mas são passageiros autônomos, que compram no nosso site e não estão sob contrato de uma grande empresa. Acreditamos que serão eles que farão o segmento corporativo crescer.”

Ainda de acordo com Kakinoff, há um ineditismo que trará para a companhia aérea algumas surpresas nessas projeções. “Só saberemos realmente como será com a operação, pois é muito difícil dimensionar, falando de todas as cidades que temos no norte e Nordeste”, explica.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA