NOVAS ROTAS

Latam entra em acordo e voará de São Paulo às Malvinas

Divulgação/Latam Travel
A Latam realizará uma escala mensal em Córdoba, na Argentina
A Latam realizará uma escala mensal em Córdoba, na Argentina
A Latam Airlines Brasil voará para as ilhas Malvinas (ou Falklands) em breve. A informação foi confirmada pelo Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido depois de negociações iniciadas em setembro de 2016.

O novo serviço semanal partirá do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, direto ao terminal de Mount Pleasant, nas Malvinas. A exceção acontecerá uma mês por vez, onde haverá uma escala em Córdoba, na Argentina. Os detalhes da operação devem ser anunciados pela aérea nos próximos dias

Entrou também no acordo a realização de discussões bilaterais anuais sobre serviços aéreos entre as autoridades competentes. Isso incluirá opções para revisar a conectividade adicional para passageiros, carga e serviços de correio entre as Ilhas Malvinas, Argentina e a América do Sul, informa o órgão.

A especulação ganhou proporções em julho, quando os governos da Argentina e do Reino Unido aprovaram a chegada da aérea. Vale destacar que a Latam opera um voo semanal ao destino a partir de Punta Arenas, no Chile, desde 1999.

O Portal PANROTAS entrou em contato com a Latam Brasil. Em nota, a empresa afirma que aguarda a autorização oficial das autoridades para apresentar mais detalhes da rota. Leia abaixo:

“O Grupo Latam Airlines se apresentou à licitação lançada pelos Governos da Argentina e do Reino Unido, em março de 2018, com a intenção de oferecer um itinerário que complementa a operação atual ao aeroporto de Mount Pleasant.

Desde 1999, a Latam opera um voo semanal entre Punta Arenas (Chile) e Mount Pleasant com escala mensal em Río Gallegos (Argentina), em cumprimento com um decreto assinado naquele ano pelos governos da Argentina e do Reino Unido. Qualquer alteração na rota e/ou uma nova rota estão sujeitas ao acordo de ambos os governos.

No momento, a Latam está aguardando uma notificação oficial das autoridades competentes sobre o processo de licitação para poder especificar uma nova rota e os detalhes de sua operação.”


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA