American Airlines faz parceria com a Unicef para combate à covid-19

|

Como parte dos esforços contínuos de auxílio para o combate ao coronavírus, a American Airlines alocou US$460 mil para auxiliar o trabalho de socorro da UNICEF na Argentina, Brasil, Costa Rica e Guatemala, ajudando por meio de fornecimento de suprimentos a comunidades afetadas ou em risco; apoio a intervenções para a prevenção de infecções e controle em unidades de saúde; promoção da educação de higiene para limitar a transmissão.
Divulgação
Ao lado da UNICEF, a companhia está doando alimentos, kits de higiene e promovendo a educação de higiene
Ao lado da UNICEF, a companhia está doando alimentos, kits de higiene e promovendo a educação de higiene
As doações arrecadadas pelo programa Change for Good somaram mais de US$1,2 milhão no ano passado. Os comissários de bordo da American Airlines, conhecidos como Champions for Children, participam do programa arrecadando doações em moedas nacionais e internacionais em voos selecionados. Desde 1994, a American é a companhia aérea participante da campanha da UNICEF.

"Servir às comunidades que chamamos de lar está na essência de tudo o que fazemos na American", declarou o vice-presidente sênior do serviço de voo, Jill Surdek. "Somos gratos por podermos ajudar as comunidades que estão enfrentando esta pandemia graças ao fantástico trabalho realizado pelos nossos 'Champions'", enfatizou.

Embora a American tenha reduzido significativamente sua programação de voos em todo o mundo, ainda é possível fazer doações ao programa Change for Good no site da UNICEF. "O trabalho conjunto nos permitirá ajudar famílias, equipar profissionais de saúde na linha de frente e manter crianças e comunidades saudáveis e seguras", comentou a diretora interina de desenvolvimento da UNICEF EUA, Gabriella Moris.

A companhia aérea arrecadou mais de US$2,5 milhões para apoiar a Cruz Vermelha americana, doou kits de suprimentos para hospitais e institutos dos Estados Unidos, além de toneladas de alimentos e confecção de máscaras.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA