Latam apresenta plano de expansão de malha no ministério da Casa Civil

|

Divulgação/Ministério da Casa Civil
Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil, recebeu os líderes da Latam, Jerome Cadier, e da Abear, Eduardo Sanovicz, em Brasília
Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil, recebeu os líderes da Latam, Jerome Cadier, e da Abear, Eduardo Sanovicz, em Brasília
Em reunião realizada ontem (14), a Latam Brasil, por meio de seu CEO, Jerome Cadier, apresentou ao ministério da Casa Civil os planos de expansão da malha aérea da companhia. A apresentação foi feita ao ministro Ciro Nogueira (PP), que recebeu o líder da companhia aérea e o presidente da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), Eduardo Sanovicz.

“A Latam voa hoje para 44 destinos domésticos no Brasil. Até o primeiro trimestre do ano que vem, vamos chegar a 56 destinos. A empresa não opera esse número desde 2008. Estamos em um momento de aceleração”, disse Cadier, destacando que o grupo todo serve 100 destinos e deve chegar a 133 em 2022.

“Acho fundamental termos uma aviação consolidada no Brasil e os números que a Latam nos traz são animadores e reforçam nossa convicção com a retomada econômica”, apontou o ministro Ciro Nogueira.

Sanovicz aproveitou o encontro para reiterar ao ministro dois temas que são fundamentais para que o setor tenha uma retomada sólida no pós-pandemia: a desoneração da folha de pagamento e a discussão do imposto de renda sobre o leasing. “Nossa avaliação de cenário é que o grosso da tempestade já ficou para trás, mas ainda temos turbulências pela frente, mas muito menores do que as anteriores”, disse o presidente da Abear.

MALHA AMPLIADA
Um dos passos na direção da ampliação da malha aérea da Latam foi dado hoje (15), com o anúncio pela companhia da incorporação de sete destinos a sua lista.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA