Latam tem alta de ocupação em todas as regiões em março; números

|

Divulgação Latam/Marcio Jumpei
O Grupo Latam revelou, nesta semana, suas estatísticas preliminares de tráfego para março de 2018, incluindo o comparativo com o mesmo mês de 2017.

Considerando os números gerais do grupo, tanto voos domésticos dentro de todos os países em que atua quanto nas rotas internacionais, os resultados foram positivos em todas as categorias: passageiros por quilômetros pagos (RPK) (+4,4%), capacidade, medida em ASKs (+2,8%), taxa de ocupação (+ 1,3 pontos percentuais, chegando a 84,2%) e passageiros transportados (3,6%).

Já entre os voos nacionais no Brasil, foi observado um aumento de 1,8% na capacidade, e de 2% no RPK, o que representou um pequeno aumento de 0,2 pontos percentuais na taxa de ocupação (ficou em 80,3%). O número de passageiros transportados (2,3 milhões) foi o mesmo de março de 2017.

Os resultados de março acompanham o acumulado do ano, onde o aumento foi quase o mesmo em todos os comparativos: alta no RPK (2,1%) pouco maior do que do ASK (1,9%), levando a um aumento de 0,1 ponto percentual na taxa de ocupação, que chegou nos 82,3%.

INTERNACIONAL E PAÍSES LATINOS

Os resultados nas rotas internacionais foram mais favoráveis na comparação. O aumento de 4,8% na demanda medida em RPK foi consideravelmente maior do que o incremento da oferta (ASK), de 3,2%, levando a uma alta de 1,4 pontos percentuais na taxa de ocupação - chegou a 86,7%.

Por fim, os voos domésticos em países de língua espanhola (Chile, Peru, Argentina, Equador e Colômbia) foram os que tiveram maior melhora neste mês de março contra o mesmo período do ano passado: uma alta de 6,5% na demanda para apenas 3,1 % na oferta, levando a um aumento de 2,7 pontos percentuais na ocupação - passou de 79,4% para 82%, superando a observada no Brasil. O número de passageiros transportados subiu 7,3% na mesma comparação, de 1,75 para 1,87 milhão.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA