Demanda doméstica cresce, enquanto internacional cai na Gol | Pesquisas e Estatísticas | PANROTAS
PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

Demanda doméstica cresce, enquanto internacional cai na Gol

Divulgação Gol
Nesta quinta-feira, a Gol revelou alguns números do seu negócio durante o mês de junho e evidenciou uma situação já esperada, principalmente devido à desvalorização do real perante ao dólar: o número de pessoas viajando para fora do País diminuiu, enquanto as viagens internas cresceram.

A demanda doméstica (RPK) da companhia aérea subiu 6,7% em relação a junho do ano passado, representando um acréscimo de 0,6 ponto percentual à taxa de ocupação, que fechou o mês em 79,6%. A oferta doméstica (ASK) da empresa também aumentou, em 5,9%, seguindo a ampliação no volume de decolagens e no total de assentos, que foi de 0,9% e 4,5%, respectivamente, em relação ao mesmo período de 2017.

Por outro lado, a demanda para o mercado internacional (RPK) caiu 16,6%, enquanto a oferta (ASK) foi reduzida em 5,8% neste mês. Assim, a taxa de ocupação em voos da Gol para fora do Brasil caiu 8,0 pontos percentuais em comparação com junho do ano passado.

Somadas todas as operações da companhia, a demanda aumentou em 4,6% e a taxa de ocupação consolidada atingiu 78%. A oferta total cresceu 4,7% devido ao aumento da etapa média e do aumento de 3,5% no total de assentos. Já o volume total de decolagens manteve-se no mesmo nível em relação a junho de 2017.

Outro crescimento registrado foi o no volume de carga transportada, que chegou a 9,5 toneladas durante o mês, representando um aumento de 20,4%.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA